baile de garagem

1 comentário:

Zé disse...

Eu no meu lugarejo era o único apreciador da Chicago quando todos andavam com os Credence.
Não me lembro com pena minha, de nenhum baile de garagem em que o Color my World passasse, mas tocavam-se outras incluindo o Hino Nacional.

Houve uma bamda portuguesa de nome Sindicato que emitava muito bem a Chicago e a Blood Sweet and Tears; o cantor era o Edmundo Falé, uma vez nas Festas da Cidade de 72 ou 73 com música desta esvaziaram a sala …